Área do cliente

Notícias

Lyra recebe secretário dos Transportes, que anuncia conclusão das obras do Eixo Cepa

Quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Mosart Amaral atualizou o empresariado sobre as ações de sua pasta, revelando algumas decisões do governo, que são de interesse não apenas dos empresários, mas de toda sociedade

O secretário de Estado dos Transportes e do Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral, participou da reunião de agosto da Federação das Indústrias de Alagoas (Fiea), realizada nesta quinta-feira, 29. Convidado pelo presidente da entidade, industrial José Carlos Lyra de Andrade, o secretário atualizou o empresariado sobre as ações de sua pasta, revelando algumas decisões do governo, que são de interesse não apenas dos empresários, mas de toda sociedade.

É o caso, por exemplo, da conclusão do Eixo Cepa, uma alternativa de escoamento do intenso fluxo de veículos na Avenida Fernandes Lima, uma das principais vias de trânsito da capital. “O Eixo Cepa será concluído. Essa é uma decisão do governador [Renan Filho]”, afirmou o secretário Mosart Amaral.

Segundo ele, depois de superada a questão com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama/AL), graças a um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), o governo passou a enfrentar as dificuldades geradas pela crise no bairro do Pinheiro, onde fica grande parte do Eixo Cepa.

Entretanto, passada a fase mais crítica, e enquanto aguarda uma solução para os problemas, que atingem ainda os bairros do Mutange e Bebedouro, o Estado vai dar continuidade ao trabalho para conclusão do Eixo Cepa. “Não se pode impedir que os veículos circulem pelo trecho da obra que passa no Pinheiro. Vamos terminar o trabalho já iniciado. Até que haja uma proibição, estará aberto. Vai ser bom para a cidade!”, acrescentou o secretário de Desenvolvimento Urbano.

Ele também mostrou aos empresários reunidos na sede da Fiea, os projetos em andamento, e os que estão na pauta de prioridades do governo.

A duplicação de rodovias como a AL-101 foi assunto abordado pelo secretário. Mosart revelou que o governo enfrenta dificuldades em alguns trechos o projeto, como em Jacarecica, mas garante que a obra está em andamento. “Acredito que mais uns 40 dias, estejamos com tudo liberado para reiniciar o trabalho. Até março ou abril, esse trecho até Garça Torta estará concluído”, completou o secretário, revelando que a duplicação total está estimada em R$ 280 milhões.

Obras planejadas

O aeroporto de Maragogi está entre as obras que, segundo o secretário, foram definidas como prioridades pelo governador Renan Filho. Com custo previsto de R$ 100 milhões, que sairão dos cofres do Estado, o aeroporto Costa dos Corais será construído a uma distância de pouco mais de 1km da cidade.

“É uma área plana, o que facilita muito as obras de implantação. Torna o investimento bem mais econômico. Em um mês, o projeto estará pronto. Já temos ok da Aeronáutica, faltando somente formalizar os termos. O aeroporto terá capacidade para aeronaves de classe 4C, como Boieng e Airbus, e pode ser também um aeroporto de cargas. É uma decisão do governador realizar essa obra. Acredito que, em dezembro, estará licitada e iniciada. Nossa previsão é de que esteja pronto no final de 2020”, completou Mosart Amaral.

Parques Urbanos

Na conversa com os empresários da Indústria, o secretário fez revelações sobre os parques urbanos que o governo do Estado pretende edificar em Maceió, como os parques da Grota do Cigano, numa área que está desapropriada no bairro de Mangabeiras, onde serão construídas quadras poliesportivas, área de convivência, equipamentos de ginástica, posto avançado de saúde.

Há ainda o Parque da Freira e o Parque Urbano do Benedito Bentes. “São obras que vão melhorar as condições de vida dos moradores das áreas beneficiadas, e ajudar no combate à violência que resulta do tráfico de drogas. Estamos humanizando a periferia”, argumentou o secretário.

Ele anunciou também as obras do Corredor Cultural e Mercado de Jaraguá, no bairro do mesmo nome. “Vamos qualificar essa área, para contribuir com as atividades comerciais (bares e restaurantes) no bairro. É um atrativo para o lazer na cidade”, acrescentou.

Via de Charme

Entre os projetos está ainda a construção da chamada Via de Charme, entre o bairro de Garça Torta, na capital, e o município de Barra de Santo Antônio; a duplicação AL-220, de Arapiraca até Delmiro Gouveia, obra estimada em R$ 280 milhões, cuja licitação, disse Mosart Amaral, deve ocorrer a partir do final do ano, para que a obra seja iniciada no primeiro semestre do ano que vem.

“O governo está colhendo o que plantou em seu início, como o ajuste fiscal, recebimento de passivos, venda da Ceal. São fatores que nos permitem fazer empréstimos e dar andamento a obras como essas. Vamos pensar positivo, é preciso sonhar para realizar!”, declarou o secretário, que fez menção ainda à duplicação da rodovia AL-110, de Arapiraca a São Sebastião.

Esse projeto, afirmou ele, deve começar no final deste ano ou início do ano que vem. “É uma obra importantíssima para aquela região. Perspectivas de muitos novos negócios em Arapiraca e demais municípios”, afirmou.

Ao final de suas colocações, o secretário recebeu o agradecimento do presidente da Federação das Indústrias, José Carlos Lyra, pela permanente disponibilidade para estar na entidade, deixando o empresariado a par das ações do governo.

Compartilhe: